sábado, 31 de Janeiro de 2009

Navios alemães na rota do Brasil


O comércio sem fronteiras

Que ligação histórica existiu entre a Alemanha e o Brasil? Quantos Alemães falam Português e quantos Brasileiros falam Alemão? Sabemos que ligação histórica se existe é recente, através da colonização Alemã em alguns Estados no sul do país, já que a percentagem de emigração para as grandes capitais é relativamente pequena. Quanto à língua, face às necessidades de cada país, ambos aprenderam a falar uma língua comum, o entendimento comercial. Depois chegou naturalmente as necessidades de transporte. A Alemanha primeiro, o Brasil depois, utilizando navios que seguiram a estrada de Cabral, séculos depois das descobertas. Entre outros, os Alemães sempre souberam defender os seus interesses. Os navios que se seguem são disso o melhor exemplo.

O navio “ Paranaguá “
1939 – 1940

O "Paranaguá" - nome de cidade portuária no Estado do Paraná

Armador : Hamburg-Sudamerikanische D.G., Hamburgo
---------------
Cttor.: Howaldtswerke, Hamburgo, Alemanha, 04.05.1939
Tonelagens : Tab 6.062 to
Comprimentos : Pp 136,10 mt > Boca 18,70 mt
Máquina : 1:Di > 13 m/h
Danificado após colisão com minas ao largo de Den Helder, Holanda, em 17.12.1940. Encalhou em praia próxima na posição 52º55’N 04º41’E.

O navio “ Pernambuco “
1927 – 1945

O "Pernambuco" - nome de um dos Estados no Nordeste

Armador : Hamburg-Sudamerikanische D.G., Hamburgo
---------------
Cttor.: Kockums M.V.A., Malmoe, Suécia, 11.1925
ex “Skaneland”, Rederi Tirfing, Malmoe, 1925-1927
Tonelagens : Tab 4.121,00 to > Tal 2.462,00 to
Comprimentos : Pp 113,69 mt > Boca 16,43 mt > Pontal 6,89 mt
Máquina : Kockums, 1925 > 1:Di > 438 Nhp > 12 m/h
dp “Empire Dart”, Governo Inglês, 1945-1946
dp “Krasnodar”, Governo Russo, 1946-1975
Vendido para demolição em Split a 01.01.1975

O navio “ Porto Alegre “
1936 – 1945

O "Porto Alegre" - nome de cidade portuária no Estado do Rio Grande do Sul

Armador : Hamburg-Sudamerikanische D.G., Hamburgo
---------------
Cttor.: Flensburger S.G., Flensburgo, Alemanha, 14.10.1936
Tonelagens : Tab 6.105,00 to > Tal 3.629,00 to
Comprimentos : Pp 134,39 mt > Boca 18,68 mt > Pontal 7,13 mt
Máquina : Man A.G., 1936 > 1:Di > 906 Nhp > 13 m/h
Afundado após bombardeamento por aviões aliados no Estreito de Skagerrak, Noruega, em 21.02.1945

O navio “ Santa Catarina “
1951 – 1959

O "Santa Catarina" - nome do Estado a Sul do Rio de Janeiro

Armador : Hamburg-Sudamerikanische D.G., Hamburgo
---------------
Cttor.: Howaldtswerke, Hamburgo, Alemanha, 17.10.1951
Convertido em navio frigorífico em 1959)
Tonelagens : Tab 6.962,00 to > Porte 9.760 to
Comprimentos : Ff 146,10 mt Pp 136,20 mt > Boca 18,70 mt
Máquina : 1:Di > 13 m/h
dp “Cap Salinas”, Hamburg-Sudamerikanische, 1959-1965
dp “Kalimnos”, Evge Shipping Co., 1965-1975
dp “Popi II”, Evge Shipping Co., 1975-1979
Vendido para demolição em Kaohsiung, em 10.11.1979

1 comentário:

Rui Amaro disse...

Olá Reimar
Excelente postagem de imagens de navios de uma grande companhia de navegação Germanica, que hoje é uma das mais importantes a nivel mundial, a qual antes da guerra 1939/45 escalava Leixões com regularidade, juntamente com NDL, HAPAG e Hugo Stinnes. A Hamburg Sud em Leixões era mais identificada por Companhia Hamburguesa. O n/m PERNAMBUCO escalava Leixões juntamente com outrod navios de carga e paquetes. No pós-guerra não estou a ver navios da companhia em Leixões, salvo um pequeno navio panamiano fretado em "joint venture", destinado a Asuncion, Paraguay, que eu atendi na década de 80 mas que não me recordo do nome.
Saudações maritimo-entusiasticas
Rui Amaro

PS- preciso duma foto do Sta.Maria Manuela, já depois de recuperado. por acaso nas tuas idas a Ilhavo não objectivaste nenhuma. Já pedi ao armador mas ainda não tive resposta.