segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Férias 2008 - Navegar é preciso...

Férias 2008

Depois do Natal, passagem de ano, pouco antes do Carnaval e já com a Páscoa a caminho, que são por excelência épocas do ano em que se gasta mais dinheiro do que habitualmente, proponho uma pequena (grande) poupança e tirar uns dias a navegar "comme il faut", num veleiro com todos e luxos e comodidades, que o pouco tempo livre que nos resta justifica e merece.

Como referimos atrás a nossa escolha recai sobre um veleiro, construído de raiz para cruzeiros, funcionando de
forma tradicional, obrigando ao manuseamento de cabos e velas, tal como nos navios de outrora, sobre uma superfície vélica com cerca de 450 m2.

Do tipo galera e sublimado pela beleza dos mastros, o navio foi pensado para dar a saborear o que de melhor
o mar tem para oferecer, dispondo de 48 camarotes extremamente luxuosos, onde podem ser alojados 96 passageiros, com serviço de atendimento a cargo de 62 tripulantes.


A recepção - imagem da Companhia


O salão do bar - imagem da Companhia


O salão de convívio - imagem da Companhia


O restaurante - imagem da Companhia


Um quarto duplo - imagem da Companhia


O veleiro é o " Sea Cloud II ", que teve o casco construído em estaleiros Finlandeses e onde se manteve amarrado de 1980 a 1999, até à decisão de ser finalizado em Espanha, no estaleiro Gondan, em Rivera. Depois de terminar os fabricos de interiores, efectuados durante o ano 2000, foi dado pronto a navegar para receber o respectivo baptismo, em Fevereiro de 2001.


O " Sea Cloud II " numa escala recente em Leixões


Boa viagem e boas férias, porque navegar é preciso...

1 comentário:

Rebeca disse...

Hummm... quem sabe, eu sigo o seu conselho e aproveito o Verão num veleiro desses. :D

Gostei muito deste seu blog. As histórias de companhias, navios, instituições, tudo muito bem contado e ilustrado, alguns quase como contos. Além, claro, de um título genial! Poucos se podem gabar de ter uma colecção de cromos com um título tão inspirador para um blog. ;)

Voltarei para visitá-lo e conhecer mais dos seus "barquinhos".