domingo, 19 de setembro de 2010

Navios da frota costeira do Brasil (4)


Companhia Nacional de Navegação Costeira
1891 - 1965
Operadores : Irmãos Lage
Avenida Rodrigues Alves, 303, Rio de Janeiro

navio ITABERÁ
1916-1964
Construtor : Ailsa Ship Building Co. Ltd., Troon, Escócia, 11.1916
Arqueação : Tab 2.162,00 tons - 1.201,00 tons
Dimensões : Pp 87,72 mts - Boca 13,17 mts - Pontal 5,36 mts
Máq.: Ailsa, Ltd., Troon, 1916 - 1:Te - 3:Ci - 304 Nhp - 12 m/h
Vendido para demolir no Brasil, em 1964.

navio ITAMARACÁ
(Veleiro motorizado em 1910)
1917-1961
Construtor : C.J. Bigger Co., Londonderry, Irlanda, 09.1891
ex barca “Parkdale”, J.H. Iredale & Co., Londonderry, 1891-1916
Arqueação : Tab 1.480,00 tons - Tal 1.383,00 tons
Dimensões : Pp 75,90 mts - Boca 11,43 mts - Pontal 6,61 mts
Máq.: Sulzer Brothers, Suíça, 1910 - 1:Te - 8:Ci - 98 Nhp - 9 m/h
O navio foi completamente renovado à chegada ao Rio de Janeiro, em 1916, ocasião em que substituiu o motor instalado pela máquina Sulzer, importada para o efeito. Entrou ao serviço em 1917 e foi desactivado em 1926. Regressa ao serviço comercial em 1931, tendo muito provavelmente efectuado a última viagem durante o ano de 1950. Amarrou no Rio até ser vendido para demolir a 9 de Outubro de 1961.

navio ITAQUATIÁ
1920-1965
Construtor : Estaleiros Irmãos Lage, Rio de Janeiro, 04.1920
Arqueação : Tab 2.162,00 tons - Tal 1.250,00 tons
Dimensões : Pp 87,78 mts - Boca 13,17 mts - Pontal 5,36 mts
Máq. : Ailsa, Ltd., Troon, 1920 - 2:Te - 6:Ci - 304 Nhp - 12 m/h
Vendido para demolir no Rio de Janeiro a 6 de Outubro de 1961.

navio BIGUA
1921-1963
Cttor.: Murdoch & Murray, Ltd., Port Glasgow, Escócia, 06.1912
ex “Mosqueiro”, Mosqueiro & Soure, Rio de Janeiro, 1912-1921
Arqueação : Tab 486,00 tons - Tal 231,00 tons
Dimensões : Pp 54,89 mts - Boca 9,48 mts - Pontal 3,51 mts
Máq. : J.G. Kincaid & Co., 1912 - 2:Te - 6:Ci - 215 Nhp - 11 m/h
Sem rasto após Dezembro de 1963. Eventualmente demolido.

navio ITAGUASSÚ
1923-1965

Foto © do Cap. Carlos Eugénio Dufriche
Colecção de Nelson Carrera, Santos, Brasil

Construtor : Estaleiros Irmãos Lage, Rio de Janeiro, 05.1923
Arqueação : Tab 1.928,00 tons - Tal 1.146,00 tons
Dimensões : Pp 87,78 mts - Boca 13,17 mts - Pontal 5,30 mts
Máq. : Sulzer, Winterthur, 1923 - 2:Di - 8:Ci - 310 Bhp - 8 m/h
Vendido para demolir no Brasil durante o ano de 1965.

navio ITAIMBÉ
1927-1962
Construtor : Chantiers de Normandie, Rouen, França, 03.1927
Arqueação : Tab 4.993,00 tons - Tal 2.941,00 tons
Dimensões : Pp 113,90 mts - Boca 15,39 mts - Pontal 7,41 mts
Máq. : Chant. de St. Nazaire, 1927 - 2:Te - 3:Ci - 625 Nhp - 14 m/h
Vendido para demolir no Rio de Janeiro a 01.01.1962

navio ITAPÉ
1927-1962

Foto © do Cap. Carlos Eugénio Dufriche
Colecção de Nelson Carrera, Santos, Brasil

Cttor .: W. Beardmore & Co. Ltd., Glasgow, Escócia, 02.11.1927
Arqueação : Tab 4.978,00 tons - Tal 3.077,00 tons
Dimensões : Pp 113,08 mts - Boca 15,91 mts - Pontal 7,47 mts
Máq. : Beardmore, Glsgw, 1927 - 2:Di - 12:Ci - 785 Bhp - 14 m/h
Vendido para demolir no Rio de Janeiro a 1 de Dezembro de 1962.

navio ITAPAGÉ
1927-1943
Construtor : Chantiers de Normandie, Rouen, França, 11.1927
Arqueação : Tab 4.998,00 tons - Tal 3.012,00 tons
Dimensões : Pp 113,26 mts - Boca 15,88 mts - Pontal 7,41 mts
Máq. : Chant. Penhoet, 1927 - 2:Di - 12:Ci - 714 Bhp - 14 m/h
Torpedeado e afundado por submarino Alemão na posição 10º10’S 35º45’W em 26 de Setembro de 1943

navio ITANAGÉ
1928-1969
Cttor.: W. Beardmore & Co. Ltd., Glasgow, Escócia, 18.04.1928
Arqueação : Tab 4.966,00 tons - Tal 3.055,00 tons
Dimensões : Pp 113,05 mts - Boca 15,91 mts - Pontal 7,47 mts
Máq. : Beardmore, Glasgow, 1928 - 2:Di - 12:Ci - 785 Bhp - 14 m/h
Vendido para demolir no Rio de Janeiro em Julho de 1969.

navio ITAHITÉ
1928-1965
Construtor : Chantiers de Normandie, Rouen, França, 09.1928
Arqueação : Tab 4.998,00 tons - Tal 3.012,00 tons
Dimensões : Pp 113,20 mts - Boca 15,88 mts - Pontal 7,41 mts
Máq. : Chant. de St. Nazaire, 1928 - 2:Te - 6:Ci - 625 Nhp - 14 m/h
Vendido para demolir no Rio de Janeiro a 30.08.1965

navio ITAQUICÉ
1928-1961
Cttor.: W. Beardmore & Co. Ltd., Glasgow, Escócia, 31.01.1928
Arqueação : Tab 4.969,00 tons - Tal 3.062,00 tons
Dimensões : Pp 113,08 mts - Boca 15,91 mts - Pontal 7,47 mts
Máq. : Beardmore, Glasgow, 1927 - 2:Di - 12:Ci - 785 Bhp - 14 m/h
Vitimado por incêndio a bordo em Porto Alegre, em 5 de Setembro de 1950, enquanto recebia combustível líquido. Rebocado para o Rio de Janeiro foi abandonado. A decadência nos transportes marítimos costeiros, provocada pelo desenvolvimento da rede rodoviária e o aumento dos transportes terrestres, facto seguido em paralelo à estatização da rede ferroviária (que factores de ordem económica, levaram ao desinteresse no seu desenvolvimento), durante os anos 40 e 50 do século passado, condenaram o navio à venda para demolir no Rio de Janeiro a 30 de Novembro de 1961.

(Continua)

5 comentários:

Toni Sorcan disse...

Veleiro motorizado „Itamaracá“

Emigrei em 1954 para Itajaí. Ainda naquela época o navio atracava neste porto.
Havia até uma crença que, sempre que ele atracasse, choveria.

Abraço
Toni

Unknown disse...

Entre os 5 e 10 anos de idade, viajei três vezes no Itaimbé, fazendo Rio de Janeiro - Natal, Rio - Maceió e Maceió - Rio. Foram viagens inesquecíveis para uma criança, conheci Salvador, Maceió e Recife que eram as escalas na viagem Rio - Natal. Pena que a memória da época dos Itas e também do Lloyd Brasileiro seja tão pouco explorada e as testemunhas dessa era estão diminuindo... Parabéns pelo trabalho.
Diomedes Torres

Felipe disse...

O Itamaracá em 1953 ainda atracava em Itajaí, conforme informação do filho do chefe de carpintaria naval - José Teodoro, Sr Antônio Teodoro.

Doratila Souza disse...

Estou muito emocionada pois ao entrar neste site relembrei os nomes do navio em que viajei para S.Paulo criança onde foram tres viajem, e os navios foram ITAITÉ,ITANAGÉ E ITAQUATIÁ , gostaria se possivel ver as fotos desses navio.

Raul Ferreira Bártholo disse...

Em 1950 eu tinha 9 anos, e fiz a viagem do Rio de Janeiro até Porto Alegre. Foi uma viagem maravilhosa para mim. Inesquecível!!

E encontro aqui o meu Itaimbé!!

Obrigado por trazer os dados desse "navio" tão importante para mim!!!