sábado, 8 de março de 2008

Lloyd Brasileiro - Conhecendo a frota


Os navios do Lloyd Brasileiro

3ª Parte


O "Santarém" - postal dos Agentes em França


Selo comemorativo do 1º Centenário do Lloyd Brasileiro


" Ruy Barbosa " (II)
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Ruy Barbosa" a entrar em Leixões - postal Ed. local não documentada

O "Ruy Barbosa" em Lisboa - foto da colecção de fsc

Navio Nº 92 da frota > em serviço de 1927-1934
Cttor.: Estaleiro Bremer Vulkan, Vegesack, em 21.06.1913
ex "Bahia Laura" - Hamburg-Sudamerikanische, 1913-1917
* Devido à Iª Gr. Guerra esteve amarrado em Recife 1914-1917
ex "Caxias" - Governo Brasileiro (Lloyd mngt.), 1917-1927
Tonelagens: Tab 9.791 to
Comprimentros: Ff 149,70 mt > Boca 18,00 mt
Naufragou por encalhe nas pedras da praia do Mindelo, 7 milhas a Norte de Leixões sob denso nevoeiro, procedente do porto de Hamburgo, em 31.07.1934. Por se ter partido num curto espaço de tempo, foi desde logo considerado perda total.


" Siqueira Campos "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Gertrud Woermann" - postal da Companhia

O "Cantuária Guimarães" - postal da Companhia

O "Siqueira Campos" - imagem Photoship, Uk

Navio Nº 94 da frota > em serviço de 1931-1943
Cttor.: Estaleiro Reiherstiegwerft, Hamburgo, em 28.08.1907
ex "Gertrud Woermann" - Woermann Linie K.G, 1907-1917
* Devido à Iª Grande Guerra esteve amarrado no Rio 1914-1917
ex "Curvello" - Governo Brasileiro (Lloyd mngt.), 1917-1927
ex "Cantuária Guimarães" - Lloyd Brasileiro, 1927-1931
Tonelagens: Tab 6.465 to
Comprimentros: Ff 126,70 mt > Boca 15,50 mt
Seguindo comboiado em viagem de Recife para Fortaleza, foi abalroado pelo navio "Cuyabá", abrindo água, em 24-25.08.1943. Levado a encalhar na praia de Caponga (Aruarú), foi considerado perda total e abandonado para demolição.


" Loide Canadá "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Loide Canadá" - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 215 da frota > em serviço de 1947-1970
Cttor.: Canadian Vickers Shipyard, Montreal, em 08.1947
ex "Canadáloide" - Lloyd Brasileiro, 1947-1948
Tonelagens: Tab 5.391 to > Porte 7.850 to
Comprimentros: Ff 135,20 mt > Pp 129,20 mt > Boca 18,00 mt
Vendido para demolição em La Spezia, Itália, 01.03.1970


" Loide Paraguai "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Loide Paraguai" - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 217 da frota > em serviço de 1947-1969
Cttor.: Canadian Vickers Shipyard, Montreal, em 11.1947
ex "Paraguailoide" - Lloyd Brasileiro, 1947-1948
Tonelagens: Tab 5.391 to > Porte 7.850 to
Comprimentros: Ff 135,20 mt > Pp 129,20 mt > Boca 18,00 mt
Vendido para demolição em La Spezia, Itália, 05.11.1969


" Loide Haiti "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Loide Haiti" - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 227 da frota > em serviço de 1947-1969
Cttor.: Ingalls Shipyard, Pascagoula, U.S.A., em 29.11.1947
Tonelagens: Tab 5.408 to > Porte 7.870 to
Comprimentros: Ff 135,20 mt > Pp 129,20 mt > Boca 18,00 mt
Vendido para demolição em Castellon, Espanha, 27.10.1969


" Loide Honduras "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Loide Honduras" - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 229 da frota > em serviço de 1948-1969
Cttor.: Ingalls Shipyard, Pascagoula, U.S.A., em 26.01.1948
Tonelagens: Tab 5.408 to > Porte 7.870 to
Comprimentros: Ff 135,20 mt > Pp 129,20 mt > Boca 18,00 mt
Vendido para demolição em Burriana, Espanha, 28.11.1969


" Princesa Leopoldina "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Princesa Leopoldina" - postal da Companhia

Navio Nº 265 da frota > em serviço de 1968-1970
Cttor.: Est. Companhia Euskalduna, Bilbao em 08.1962
ex "Pr. Leopoldina" - Comp. Navegação Costeira, 1962-1968
Tonelagens: Tab 9.696 to > Porte 2.848 to
Comprimentros: Ff 145,60 mt > Pp 132,00 mt > Boca 18,70 mt
Vendido China Navig. Co., H. Kong, "Coral Princess", 1970-1990
Fretado a ??, nome "Cora Princess", 1990-1993
Devolvido a ??, nome "Coral Princess", 1993-2000
Vendido a ??, nome "Millenium Queen", 2000-2001
Vendido para demolição em Alang, India, 22.06.2001


" Princesa Isabel "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Princesa Isabel" - postal da Companhia

Navio Nº 266 da frota > Iic.: PULR > em serviço de 1968-1969
Cttor.: Soc. Espanhola de Const. Naval, Bilbao, em 09.1962
ex "Princesa Isabel" - Comp. Navegação Costeira, 1962-1968
Tonelagens: Tab 9.821,00 to > Tal 3.612,00 to > Porte 3.300 to
Cpmts.: Ff 145,60 mt > Pp 132,01 mt > Bc 18,65 mt > Ptl 8,31 mt
Vendido Dominion Navig. Co, Bahamas, "Marco Polo", 1969-72
Mesmo nome, alterou o registo para Glasgow, 1972-1978
Vendido a Arkley Navig. Co., Piréu, "Aquamarine", 1978-1980
Vendido ao Banco Com. Grécia, Atenas, mesmo nome, 1980-88
Vendido à Epirotiki Lines, nome "Odysseus, 1988-1995
Transferido para Royal Olympic Cruises, Piréu, 1995-??


" Anna Nery "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Anna Nery" - postal da Companhia

Navio Nº 267 da frota > em serviço de 1968-1978
Cttor.: Estaleiro Brodogradiliste Uljanik, Pula, Croácia em 09.1962
ex "Anna Nery" - Comp. Navegação Costeira, 1962-1968
Tonelagens: Tab 10.444 to > Porte 3.430 to
Comprimentros: Ff 150,00 mt > Pp 135,00 mt > Boca 20,00 mt
Vendido Kavounides Shipping Co SA, Piréu, "Danaos", 1978-1978
Vendido a ??, nome "Constellation", 1978-1992
Vendido a ??, nome "Morning Star", 1992-1992
Vendido a ??, nome "Regent Spirit", 1992-1996
Vendido a ??, nome "Salamis Glory", 1996-??


" Rosa da Fonseca "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Rosa da Fonseca" - postal da Companhia

Navio Nº 298 da frota > Iic.: PULP > em serviço de 1972-1975
Cttor.: Estaleiro Brodogradiliste Split, Split, Croácia em 11.1962
ex "Rosa da Fonseca" - Comp. Navegação Costeira, 1962-1972
Tonelagens: Tab 10.451 to > Porte 6.661 to > 2.911 to
Cmpts.: Ff 150,00 mt > Pp 135,16 mt > Bc 19,00 mt > Ptl 10,00 mt
Vendido Cosmos Pass. Serv., Panamá, "Seven Seas", 1975-1977
Vendido a Mitsui O.S.K. Lines, nome "Nippon Maru", 1977-1991
Vendido a ??, nome "Athirah", 1991-1998
Vendido para demolição em Calcutá, India, o2.03.1998


" Lloyd Santos "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Lloyd Santos" em Leixões - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 300 da frota > em serviço de 1974-1989
Contruído no Estaleiro das Indústrias Reunidas Caneco, Rio de Janeiro em 1974, por encomenda da Empresa de Navegação Unidas, Rio de Janeiro, para receber o nome "Araracuara". Comprado durante a construção.
Tonelagens: Tab 6.739 to > Porte 7.553 to
Comprimentros: Ff 142,00 mt > Pp 130,80 mt > Boca 18,00 mt
Vendido a ??, nome "Carino Reefer", 1989-1994
Vendido para demolição em Alang, India, o6.06.1994


" Lloyd Antuérpia "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Lloyd Antuérpia" em Leixões - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 305 da frota > em serviço de 1975-1983
Contruído pela Companhia de Comércio e Navegação, Estaleiro Mauá, Rio de Janeiro em 26.03.1975
Tonelagens: Tab 9.111 to > Porte 14.662 to
Comprimentros: Ff 141,00 mt > Pp 134,10 mt > Boca 20,50 mt
Vendido a Ocean Marine Industries, nome "Rio", 1983-1986
Mesma companhia, altera o nome para "Orion VI", 1986-1986
Vendido a Velos, Londres, nome "Sea Passion", 1986-1988
Vendido a Ocean Carriers Ltd., nome "Fawaz", 1988-1996
Vendido a ??, nome "Buzzard I", 1996-1996
Vendido a Heras World Shipping, nome "Caribú", 1996-1997
Vendido para demolição em Chittagong, Bangladesh, 1997


" Lloyd Marselha "
Porto de registo: Rio de Janeiro


O "Lloyd Marselha" em Leixões - imagem (c) Fotomar

Navio Nº 313 da frota > em serviço de 1977-1989
Contruído pela Companhia de Comércio e Navegação, Estaleiro Mauá, Rio de Janeiro em 28.04.1977
Tonelagens: Tab 9.111 to > Porte 15.088 to
Comprimentros: Ff 141,00 mt > Pp 134,00 mt > Boca 20,40 mt
Vendido a Colonial Marine Ind., nome "Lux Lily", 1989-1990
Vendido a Hamburg Maritime, nome "Kappa Mary", 1990-1992
Mesma companhia, altera o nome para "Pa Mar", 1992-1995
Vendido ao Gov. Chinês, nome "Nong Gong Shang", 1995-2008

15 comentários:

Luis Filipe Morazzo disse...

Caro Reimar

Quando você diz que os navios da série “Nações das Américas” são lindos de tão feios, mais uma vez está cheio de razão, porque até o mar não quis ficar com nenhum deles para recordação. Com esta série enorme de (vinte) navios, aconteceu um facto raríssimo nos anais da navegação moderna, depois de terem todos cumprido uma vida útil a rondar os 23 anos de média, de terem sulcado milhares de milhas por todos os mares do globo, e experimentado todas as espécies de intempéries, o fim das suas carreiras veio de um modo absolutamente natural, nos fornos das siderurgias de Valência, La Spezia e outras.

Um abraço amigo

Luís Filipe Morazzo

Boucao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Boucao disse...

Caros,

Sou jornalista no Pará, estou precisando obter uma foto de um navio de passageiros, de nome 'Poconé', que fazia viagem pelo litoral ligando Belém ao Rio de Janeiro, entre os anos de 1938 a 1958. Ele pertenceu a frota de navios da Lloyd Brasileiro. Sei que na mesma companhia existiam ainda os navios de passageiros "Itahité" e "Itanagé", nomes que meu pai de 90 anos ainda recorda. O Poconé o levou ao Rio de Janeiro, entretanto não sei em que ano isso veio ocorrer, e nem ele se lembra. Um fato que ele fala foi a ocorrência de um princípio de incêndio no navio, quando ele estava ancorado em Recife, em escala obrigatória.
Espero conseguir alguma informação para que eu possa reconstituir a história de vida de meu pai, militar reformado do Exército, que serviu no Rio de janeiro e no Paraná para depois, já reformado, retornar a Belém do Pará. Nas minhas pesquisas o 'Poconé' foi construído na Alemanha em 1909, e teve um nome anterior de 'Coburg'. Consta ainda que ele tem nº 23 e t.a.b. 6.750, que não sei o que venham a representar.
Agradeço antecipadamente.
Carlos Boução
Jornalista
91-81623124

radna disse...

Olá!! Por favor pergunte ao seu pai se ele conheceu um senhor chamado Selvito Gonçalves Marinho,já falecido, é meu avô!! Qualquer informação agradeço muito.Ele tem uma história parecida com a do seu pai!! Obrigada

Gabi Szprinc disse...

Prezado Reimar,

Vc teria alguma informação sobre um vapor do Lloyd Brasileiro de nome "Rio Negro" que naufragou após choque no costão da ilha de Queimada Grande, litoral de SP em 1893 (supostamente em 17/08)?

Alguma foto ou ilustração?

desde já agradeço!

abs

Guilherme Rocha

reimar disse...

Caro Guilherme Rocha,
Foi com alguma sorte que encontrei seu pedido de informação sobre o vapor "Rio Negro".
O que lhe posso dizer é que este é o primeiro vapor com este nome (tem outro) do Lloyd. A este corresponde o nº 24 da companhia, tendo navegado entre 1890 e 1893.
Era um vapor pequeno de 450 toneladas de registo e foi construído em 1872, possivelmente para um armador inglês.
Pertenceu anteriormente à Companhia Nacional de Navegação a Vapor, Rio de Janeiro, entre 1897 a 1890, que o entregou ao Lloyd aquando da fusão destas empresas.
Naufragou na ilha de Queimada Grande, próximo a Santos, por ter adornado, seguindo-se o afundamento, em 17 de Julho de 1893.
Não possuo qualquer imagem.
Cumprimentos,
Reinaldo Delgado, Porto, Portugal

Márcia Prado disse...

Boa tarde.
Por favor, gostava de obter informações a respeito de um funcionário/agente que trabalhou na Lloyd de Belém - Pará, ele se chamava Custódio Prado.
Se tiverem alguma informação ou registo, mandem por e-mail, pois sou neta dele, e gostava de saber se tenho parentes vivos dessa família (PRADO).
Obrigada.
Márcia Prado
E-mail - mapradobr@hotmai.com

claudia disse...

oi,gostaria de saber se o sr conheceu três senhores que eram do navio alagoas na decada de 6 ,seus nomes eram jose cunha matos filho,afonso e camilo,estas pessoas são fundamentais p/que eu saiba um pouco das minhas origens.obrigada.mail claudiasilva_vendas@hotmail.com

Unknown disse...

Oi boa tarde! Me interesei por essa materia desde que achei na minha casa um garfo antigo de prata com um brasão da lloyd brasileiro pesquise pois queria saber de onde vinha! Pois esse garfo veio da família de meu marido exatamente seus pais já falecidos!

Edvey P disse...

Olá pessoal
Trabalhei no Lloyd Santos e Rio Purus fui eletricista, se quiserem fotos destes navios tenho em papel e posso escanear.
Grande abraço
Edvey Pontes

Alair RAMOS CORREA disse...

INGRESSEI NO LLOYD EM 1987 COMO SEG.PILOTO DO N/M "TORRES", DAI ACONTECERAM UMA SUCESSÃO DE EMBARQUES EM NAVIOS DIFERENTES, P/EX. COMO IMEDIATO DO N/M "ANNA NERY", EM 1984 ACONTECEU MEU PRIMEIRO COMANDO NO N/M MARILIA. SE ALGUM COLEGA LER ESTE COMENTARIO CONTATAR ATRAVEZ DO E-Mail: alair.df@brtrurbo.com.br.

jairo santos disse...

Prezados,

Estou pesquisando a história de baianos que foram para a Amazônia integrando o "Exército ba Borracha" nos anos de 1942, 1943 e 1944. A Loyd tinha um ou dois navios que saim de Salvador e chegavam a Belém do Pará levando esses homens. Se os Senhores possuirem informações sobre esses navios, quantas viagens fizeram a cada ano e se possivel as datas será importante para o trabalho que estou realizando.

Antecipadamente grato

Jairo Santos

Carlos Jaques disse...

Gostaria de receber informações sobe naufragios entre a foz do rio Doce e Sao mateus, principalmente sobre os navios :
Miranda
Grego
Hermeminia
Sao Paulo
Constanteem
HAMEL
Rolando

Village Donayolanda disse...

Gostaria de obter informações sobre o navio RAPOSO TAVARES qual segundo me consta, esteve ancorado no porto de LA BOCA em Buenos Ayres no ano de 1969, cujo comandante se chamava Flavio e o mestre de maquinas, Pedrinho.Se puder gostaria de fotos, pois trabalhei free lancer na reforma dele no ano de 1969.
Sergio Ricci

S.R.ONLINE disse...

Gostaria de ter informações sobre a formação do Lloyd no Brasil,nos idos de 1894 até 1920. Principalmente o nome dos donos dos navios que os integraram ao Lloyd do Brasil. Antecipadamente agradeço a informação pois ela será fundamental para dizimarmos dúvidas de informações que temos da família.