quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Leixões na rota do turismo!


Navios em porto, na primeira quinzena de Outubro

No dia 3, o navio de passageiros "Marina"
Características
Armador: Oceania Cruises Inc., Doral, FL, EUA
Nº Oficial: 3668 - Iic: V.7.S.K.2. - Registo: Majuro, Ilhas Marshall
Construtor: Sestri Cant. Nav. SpA, Genova, Itália, 2011
Arqueação: Tab 66.084,00 tons - Tal 29.151,00 tons
Dimensões: Ff 239,30 mt - Pp 213,36 mt - Bc 32,20 mt - Ptl 37,07 mt
Propulsão: 57.104 hp, 500.00 rpm - 2 hélices FP, 140 rpm - 22 nós
Equipagem: 780 tripulantes
Chegou procedente de Villagarcia, saiu com destino a Lisboa

No dia 4, o navio de passageiros "Seaventure"
Características
Armador: RSR Nemo Ship Management Ltd., Limassol, Chipre
Nº Oficial: 81000 - Iic: 5.B.P.T.5. - Registo: Limassol, Chipre
Construtor: Mitsubishi Shipbuilding Co. Ltd., Kobe, Japão, 1990
ex “Frontier Spirit” 1990/1993 e ex “Bremen” 1993/2020
Arqueação: Tab 6.752,00 tons - Tal 2.073,00 tons
Dimensões: Ff 111,51 mt - Pp 98,00 mt - Bc 17,25 mt - Ptl 11,90 mt
Propulsão: 2xDaihatsu 8DKM-32L, 6.600 hp, 720 rpm - 2 hélices CP
Equipagem: 94 tripulantes
Chegou procedente da Corunha, saiu com destino Lisboa

No dia 6, o navio de passageiros "Europa"
Características
Armador: TUI A.G., Hannover, Alemanha
Nº Oficial: 9183855 - Iic: 9.H.A.5.2.7.5. - Registo: La Valleta, Malta
Construtor: Kvaerner Masa-Yards Inc., Helsínquia, Finlandia, 1999
Arqueação: Tab 28.890,00 tons - Tal 9.205,00 tons
Dimensões: Ff 198,60 mt - Pp 179,86 mt - Bc 24,00 mt - Ptl 18,00 mt
Propulsão: 29.366 hp, 550 rpm - 2 hélices Azimuteis, - 21 nós
Equipagem: 245 tripulantes
Chegou procedente de St. Malô, saiu com destino a Lisboa

No dia 9, o navio de passageiros "Hanseatic Venture"
Características
Armador: Preussag GmbH IX, Hannover, Alemanha
Nº Oficial: 7001218 - Iic: C.6.E.D.6. - Registo: Nassau, Bahamas
Construtor: Vard Langsten, Tomrefjord, Noruega, 2019
Casco construído em Tulcea, Roménia
Arqueação: Tab 15.651,00 - Tal 4.707,00 tons
Dimensões: Ff 139,00 mt - Pp 128,84 mt - Bc 22,28 mt - Ptl 7,75 mt
Propulsão: 11.200 kW (15.228 hp), 750 rpm - 2 hélices FP
Equipagem: 170 tripulantes
Chegou procedente de Santander, saiu com destino a P. Delgada

domingo, 10 de outubro de 2021

Leixões na rota do turismo!


Navios em porto nos últimos dias de Setembro

No dia 29, o navio de passageiros "World Voyager"
Características
Armador: Mystic Cruises S.A., Porto
Nº Oficial: N/d - Iic: C.Q.A.E.4. - Registo: Madeira
Construtor: West Sea Shipyard, Viana do Castelo, 2020
Arqueação: Tab 9.315,00 tons - Tal 2.812,00 tons
Dimensões: Ff 119,88 mt - Pp 105,29 mt - Bc 18,00 mt - Ptl 12,90 mt
Propulsão: : 2x Bergens, 6.308 hp, 1.000 rpm - 2 hélices CP, 16 nós
Equipagem: 111 tripulantes
Chegou procedente da Corunha, saindo com destino a Lisboa

No dia 30, o navio de passageiros "Hamburg"
Características
Armador: Plantours & Partner GmbH, Bremen, Alemanha
Nº Oficial: 730513 - Iic: C.6.O.X.6. - Registo: Nassau, Bahamas
Construtor: MTW Schiffswerft GmbH, Wismar, Alemanha, 1997
Arqueação: Tab 15.067,00 tons - Tal 5.092,00 tons
Dimensões: Ff 145,00 mt - Pp 125,20 mt - Bc 21,50 mt - Ptl 13,25 mt
Propulsão: 10.560 kW (14,356 hp) - 2 hélices CP, 200 rpm, 18 nós
Equipagem: 170 tripulantes
Chegou procedente de Lisboa, saiu com destino ao Ferrol

No dia 30, o navio de passageiros "Seven Seas Splendor"
Características
Armador: Norwegian Cruise Line Holdings Ltd., Miami, FL, EUA
Operadores: Regent Seven Seas Cruises Inc., Miami, FL, EUA
Nº Oficial: 7673 - Iic: V.7.Z.Z.6. - Registo: Majuro, Ilhas Marshall
Construtor: Fincantieri - Cantieri Navali S.P., Ancona, Itália, 2020
Arqueação: Tab 56.182,00 tons - Tal 20.738,00 tons
Dimensões: Ff 223,88 mt - Pp 194,48 mt - Bc 31,00 mt - Ptl 28,00 mt
Propulsão: 4x MaK - 43,508 hp - 514 rpm - 2 hélices FP - 20 nós
Equipagem: 542 tripulantes
Chegou procedente da Corunha, saiu com destino a Lisboa

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Divulgação


Conferência do Seminário do Mar
Segunda-feira, 11 de Outubro de 2021
O Mar como Fator de Desenvolvimento Nacional
pelo Cmdte. Jaime Ferreira da Silva

domingo, 3 de outubro de 2021

Novos petroleiros: O “Claudia” e o “Bornes”


Novo navio-tanque “Claudia”
Procedente de Marselha, chegou ao Tejo o petroleiro “Claudia”, nova unidade adquirida pela Sociedade Portuguesa de Navios Tanques, destinada ao serviço de baldeação de combustíveis nos nossos portos. O “Claudia” de 1.015 toneladas, foi adquirino na República das Honduras, tendo sido construído nos Estados Unidos, em 1944. Vai ficar a operar fretado pela Sacor.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, sexta-feira, 21 de Setembro de 1951
O navio "Claudia", carregado, a entrar em Leixões

Características do navio-tanque “Claudia”
Armador: Soc. Portuguesa de Navios Tanques, Lisboa
Nº Oficial: H-404 - Iic: C.S.P.O. - Registo: Lisboa, 24.10.1951
Construtor: Odenbach Shipbuilding Co., Greece, N. York
Arqueação: Tab 638,13 tons - Tal 328,30 tons
Dimensões: Ff 56,08 mts - Pp 54,68 mts - Bc 9,17 mts - Ptl 3,64 mts
Propulsão: Clark Co., 1944 - 2:Di - 8:Ci - 700 Bhp
Equipagem: 17 tripulantes

>< >< >< >< >< ><

Novo petroleiro “Bornes”
Dentro de dias será entregue à Soponata o petroleiro “Bornes”, nova unidade daquela empresa construída na Bélgica, para onde seguiu ontem o sr. engº. Aulânio Lobo, que vai assistir às provas de mar do novo navio.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, quinta-feira, 25 de Outubro de 1951

Novo navio “Bornes”
Começaram na Bélgica as experiências do navio-tanque “Bornes”, de 16.500 toneladas, nova unidade da Soponata. As experiências terminam no dia 27 deste mês, data em que o navio será entregue ao sr. engº. Aulânio Lobo, presidente do conselho fiscal daquela empresa, que nele regressará a Lisboa, onde está previsto chegar no dia 29.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, sexta-feira, 26 de Outubro de 1951
O petroleiro "Bornes", em Leixões

Características do navio-tanque “Bornes”
Armador: Soc. Portuguesa de Navios Tanques, Lisboa
Nº Oficial: H-406 - Iic: C.S.M.E. - Registo: Lisboa, 26.11.1951
Construtor: John Cockerill S.A., Hoboken, Bélgica, 1951
Arqueação: Tab 11.053,92 tons - Tal 6.597,08 tons
Dimensões: Ff 163,99 mt - Pp 155,66 mt - Bc 21,10 mt - Ptl 11,55 mt
Propulsão: John Cockrill, 1950 - 1:Di - 7:Ci - 6.000 Bhp - 13,5 nós
Equipagem: 41 tripulantes

Novo petroleiro da Soponata
Na Bélgica, começaram ontem as experiências de máquinas do petroleiro “Bornes”, nova unidade da Sociedade Portuguesa de Navios Tanques, que em breve chegará a Lisboa.
Assistem às experiências o sr. engº. Aulânio Lobo, presidente do conselho fiscal daquela sociedade. O “Bornes”, logo que chegar a Lisboa será visitado pelo sr. presidente da República e membros do Governo. Será essa a primeira visita do actual Chefe do Estado a um navio mercante português.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, quinta-feira, 9 Novembro de 1951

Navio-tanque “Bornes”
Por via aérea, seguiu para Bruxelas mais um grupo de tripulantes destinados ao novo navio-tanque “Bornes”, mandado construir naquele país pela Sociedade Portuguesa de Navios Tanques.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, sábado, 10 de Novembro de 1951

Navio-tanque “Bornes”
O sr. presidente da República visitará, amanhã, pelas 16,15 horas, o navio-tanque “Bornes”, da Soponata, que vai estar atracado frente à gare marítima da Rocha do Conde de Óbidos.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, Domingo, 18 Novembro de 1951

O petroleiro “Bornes” entrou ontem no Tejo
Procedente de Antuérpia, onde foi construído, chegou ontem ao Tejo o petroleiro “Bornes”, de 23.000 toneladas, a maior unidade da frota da Soponata, que no dia 24 partirá para o Golfo Pérsico, onde vai buscar o primeiro carregamento de combustíveis líquidos para Portugal.
O navio era aguardado pelo srs. Jaime de Pinho, do conselho-gerência daquela sociedade, e dr. Vaz Pinto, comissário do Governo, os quais apresentaram cumprimentos ao engº. Aulânio Lobo, presidente do conselho fiscal daquela sociedade, que assistiu às provas de máquinas e à cerimónia de entrega do navio. O “Bornes” sofreu violento temporal na viagem para Lisboa, não podendo, por isso, ter sido visitado ontem pelo Chefe do Estado, conforme estava previsto.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, terça-feira, 20 Novembro de 1951

Visitas a bordo do navio
De manhã, um grupo de congressistas presentes no Congresso da Marinha Mercante a decorrer em Lisboa, foram recebidos a bordo do novo petroleiro “Bornes”, da Soponata, onde se encontravam os administradores desta sociedade, srs. engº. Aulânio Lobo, major Vitorino Branco e Jaime de Pinho, bem como o presidente e vogais da comissão executiva do congresso. Os visitantes, muitos dos quais se faziam acompanhar por suas esposas, percorreram todo o navio, que foi entregue a semana passada pelo estaleiro belga que o construiu. É, portanto, a unidade mais recente da nossa frota mercante. No final da visita, foi servido um lanche aos congressistas. O navio, embandeirado em arco encontrava-se atracado na Estação Marítima da Rocha.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, quarta-feira, 21 Novembro de 1951

O Chefe do Estado visitou ontem o novo petroleiro “Bornes”
Às primeiras horas da manhã de hoje, sai do Tejo com destino ao porto de Rastanura, no Golfo Pérsico, onde vai carregar combustíveis líquidos para o nosso País, o novo petroleiro “Bornes”, a sexta unidade da Soponata. Ontem, o sr. general Craveiro Lopes visitou o novo navio, que se encontrava atracado à Rocha do Conde de Óbidos, embandeirado em arco. Ali o receberam, entre outras individualidades, os srs. almirante Américo Tomás, ministro da Marinha; comandante Pereira da Fonseca, director-geral da Marinha; comandante Guerreiro de Brito, superintendente dos Serviços de Marinha; Cunha Gomes, chefe do Estado Maior Naval; coronel Mário Cunha, comandante geral das Polícias; comandantes Pereira Viana, da Junta Nacional da Marinha Mercante; comandante Fialho, capitão do porto de Lisboa; Correia Monteiro, director da Marinha Mercante, capitão Agostinho Lourenço, director da P.I.D.E.; dr. Câmara Pestana, director-geral das Alfândegas; Gonçalo Rosa e Barros Cacho, comandante e imediato do “Bornes”; engº. Perestrelo de Vasconcelos, administrador do Arsenal do Alfeite; Henry Querin, encarregado de negócios na Bélgica; engº. Aulânio Lobo, Pinto Basto e Jaime de Pinho, dos corpos directivos da Soponata; directores de empresas de navegação e de combustíveis, etc.
O sr. presidente da República percorreu as instalações do navio, interessando-se pelos pormenores. Depois, na messe dos oficiais, foi servido um aperitivo que deu motivo a troca de brindes e saudações.
O sr. Pinto Basto, em nome da empresa proprietária do navio, depois de agradecer a presença do Chefe do Estado e das restantes individualidades, historiou a formação da Sociedade e as vantagens que trouxe ao País, necessitado que estava de transportes desta natureza. Fez considerações quanto às dificuldades em certos portos, por falta de apetrechamento para receber petroleiros, citando em especial o de Leixões. Depois de ter elogiado o sr. almirante Américo Tomás, pelo seu programa de renovação da Marinha Mercante, fez votos pela saúde do chefe do estado e agradeceu-lhe o interesse que toma pelas realizações nacionais, votos estes que foram secundados pelo sr. ministro da Marinha.
O sr. general Craveiro Lopes, num pequeno discurso, felicitou a Soponata, agradecendo-lhe a dedicação com que está a servir o país. E a propósito de realizações afirmou:
- «Os novos não se impressionam com estas manifestações a favor da Nação. Os da minha geração sentem-nas, porque ainda têm presente comparações que felizmente desapareceram. Os problemas que eram então um sonho, são agora uma realidade, que vai aumentando pouco a pouco, e é consolador verificar o que em dez anos se tem feito quanto a serviços da Marinha Mercante. Novos problemas e insatisfações surgem, mas isso não é mais do que uma ansiedade de progresso. Cabe-me felicitar o sr. ministro da Marinha pela sua obra e pela sua acção, pela maneira como tem serviço a Nação». E a terminar:
- «Quando um dia se fizer a história, surgirá nela um homem que soube orientar bem os portugueses, e um louvor ao nosso grande povo que o soube compreender e seguir».
O sr. general Craveiro Lopes saiu depois do navio, seguido até ao cais pelas altas individualidades, que o acompanharam na visita.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, segunda-feira, 26 Novembro 1951

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Leixões na rota do turismo!


Escalas em meados de Setembro
Mais dois navios de passageiros estiveram de visita ao porto, sendo que o “Spirit of Discovery”, depois de ter anunciada uma primeira escala em 2019, só agora, no passado dia 21, foi possível concretizá-la. Um outro navio, o “Viking Jupiter”, já conhecido de viagens anteriores, esteve em porto no dia seguinte, vindo procedente da Corunha.
Gostaria de dizer que é sempre muito agradável ver estes navios em Leixões, e ter a grata possibilidade de fotografá-los em porto. Quanto a tentar conseguir imagens dos navios em mar aberto, é bem mais complicado, porque a falta de luz de manhã bem cedo, é sempre um inultrapassável obstáculo. Mas vamos tentando...
As imagens publicadas seguidamente são disso exemplo.
Leixões, 6 horas e 30 da manhã
Leixões, 6 horas e 45 da manhã
Navio de passageiros "Spirit of Discovery"
Características
Armador: Saga Cruises Ltd., Folkestone, Inglaterra
Nº Oficial: 923924 - Iic: M.E.Y.E.7. - Registo: Londres, Inglaterra
Construtor: Meyer Werft GmbH & Co. KG., Papenburg, RFA, 2019
Arqueação: Tab 58.119,00 tons - Tal 23.503,00 tons
Dimensões: Ff 236,70 mt - Pp 211,90 mt - Bc 34,43 mt - Ptl 10,40 mt
Propulsão: 29.368 hp - 2 hélices Azimutais - 20 nós
Equipagem: 506 tripulantes
Chegou procedente de Lisboa, saiu com destino à Corunha

Navio de passageiros "Viking Jupiter"
Características
Armador: Viking River Cruises Inc., Woodland Hills, CA, EUA
Operadores: Viking Ocean Cruises Ltd., Hamilton, Bermudas
Nº Oficial: N/d - Iic: L.A.Y.U.7. - Registo: Bergen, Noruega
Construtor: Fincantieri S.P., Ancona, Itália, 2019
Arqueação: Tab 47.861,00 tons - Tal 18.865,00 tons
Dimensões: Ff 228,26 mt - Pp 193,50 mt - Bc 28,89 mt - Ptl 8,85 mt
Propulsão: 31.978 hp - 720 rpm - 2 caldeiras - 2 hélices FP - 20 nós
Equipagem: 444 tripulantes
Chegou procedente da Corunha, saiu com destino a Lisboa

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Rebocadores dos pilotos - O "Pedro Rodrigues"


Um novo barco vai ser lançado ao Tejo mandado construir
pelos pilotos da barra em homenagem ao contra-almirante
Pedro Rodrigues
Os estaleiros da Administração Geral do porto de Lisboa estão a preparar para lançar ao Tejo, no dia 14, o rebocador “Comandante Pedro Rodrigues”, mandado construir pela Corporação dos Pilotos da barra, em homenagem ao sr. contra-almirante reformado Pedro Rodrigues, que ainda há pouco exerceu os cargos de comandante do Departamento Marítimo do Centro e capitão do porto de Lisboa. Para a cerimónia vão ser convidadas várias entidades oficiais e particulares.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, terça-feira, 5 de Abril de 1938

Pilotos do rio e barra de Lisboa
Lançamento à água do “Pedro Rodrigues”
No estaleiro naval da Administração Geral do porto de Lisboa, actualmente explorado pela Companhia União Fabril, realiza-se quinta-feira, pelas 15 e 45 horas, a cerimónia do lançamento do rebocador “Pedro Rodrigues”, destinado à Corporação dos Pilotos do rio e barra de Lisboa. A cerimónia será presidida pelo sr. engº. Salvador Sá Nogueira, administrador-geral do porto de Lisboa.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, quarta-feira, 13 de Abril de 1938
Foto do rebocador "Pedro Rodrigues"

Características do “Pedro Rodrigues”
Armador: Corporação dos Pilotos do rio e barra de Lisboa
Nº. Oficial: G-385 - Iic: C.S.H.J. - Porto de registo: Lisboa
Arqueação: Tab 441,66 tons - Tal 76,01 tons
Dimensões: Ff 43,48 mt - Pp 40,78 mt - Bc 7,74 mt - Ptl 3,99 mts
Propulsão: Holanda, 1:Te - 3:Ci - 66º Ihp

Pilotos da barra do Douro e Leixões
A convite da Corporação dos Pilotos de Lisboa partiram, ontem, no rápido da manhã, para a capital, os srs. Francisco Brandão, piloto-mor, e José Fernandes Tato, cabo-de-pilotos, como representantes da Corporação de Pilotos da barra do Douro e Leixões, no lançamento à água do novo rebocador “Pedro Rodrigues”, que se destina aos serviços daquela corporação. A cerimónia daquele lançamento, deve efectuar-se, hoje, pelas 16 horas.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, quinta-feira, 14 de Abril de 1938

O “Pedro Rodrigues”, novo rebocador dos pilotos de Lisboa,
foi hoje lançado à água
Nos estaleiros da Administração Geral do porto de Lisboa, actualmente confiados à Companhia União Fabril, efectuou-se esta tarde a cerimónia do lançamento à água do novo rebocador dos pilotos “Pedro Rodrigues”, que ali foi construído em 43 dias úteis de trabalho, o que representa uma actividade interessante, apesar de se tratar de uma pequena embarcação de 40 metros de comprimento e 651 toneladas de deslocamento.
Compareceram, além de muitas senhoras, os srs. engº. Sá Nogueira, administrador-geral do porto de Lisboa; capitão de mar-e-guerra Carlos de Sousa Coutinho, chefe do Departamento Marítimo do Centro, e Peres Murinelo, chefe dos Serviços Marítimos; Jaime Thompson e Bernardino Correia, representando respectivamente as Companhias Nacional e Colonial de Navegação; muitos outros oficiais da Armada; o piloto-mor aposentado Eduardo Florêncio; deputações de pilotos de Lisboa, Leixões e Setúbal; e muitos outros convidados, os quais eram aguardados pelo sr. Manuel de Melo, administrador da C.U.F., e pelos engenheiros que ali prestam serviço.
Pouco depois das 15 e 45 horas, procedeu-se à cerimónia. O sr. engº. Sá Nogueira quebrou uma garrafa de champanhe na proa do “Pedro Rodrigues”, o qual, pintado de zarcão, começou a descer lentamente pela carreira, por entre salvas de palmas de toda a assistência. No rio, diversos barcos embandeirados e cheios de gente, silvaram festivamente produzindo novas e alegres manifestações.
O “Pedro Rodrigues” entrou elegantemente nas águas do Tejo demonstrando tratar-se de uma construção segura e cuidada. A assistência, antes de se retirar, felicitou os dirigentes da C.U.F. e o sr. capitão-de-fragata engenheiro construtor naval Sousa Mendes, que dirigiu técnicamente a construção do novo rebocador.
Fonte: Jornal “Comércio do Porto”, sexta-feira, 15 de Abril de 1938

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Leixões na rota do turismo!


O regresso dos navios de passageiros
Os navios de passageiros estão finalmente de regresso ao país, depois dum longo período em que se revelou necessário interromper uma actividade, cuja importância e aumento das escalas de navios nos portos, iam permitindo ao país, a nível turístico, uma notória visibilidade internacional.
Nesse sentido, tudo parece indicar que ainda há tempo, durante este mesmo ano, para mais visitas de navios já conhecidos, e até eventuais primeiras escalas, com passageiros que esperamos partam felizes com a descoberta de alguns lugares do nosso território, e das diversas maravilhas que podemos continuar a dar-lhes a conhecer.
Navio de passageiros “Viking Sky”
Características
Armador: Viking River Cruises A.G., Basileia, Suíça
Operadores: Viking Ocean Cruises Ltd., Hamilton, Bermudas
Nº Oficial: N/d - Iic: L.A.Y.U.7. - Registo: Bergen, Noruega
Construtor: Fincantieri S.P., Ancona, Itália, 2017
Arqueação: Tab 47.842,00 tons - Tal 18.858,00 tons
Dimensões: Ff 228,28 mt - Pp 195,50 mt - Bc 28,69 mt - Ptl 14,73 mt
Propulsão: 31.978 hp - 720 rpm - 2 caldeiras - 2 hélices FP - 20 nós
Equipagem: 444 tripulantes

Neste caso, como já perceberam, o primeiro navio a marcar esta agradável visita foi o “Viking Sky”, que se encontra a realizar uma viagem de cruzeiro, durante 14 dias, com início no porto de Reykjavik, na Islândia, para terminar no próximo dia 18 do corrente, em Barcelona. Passou por Leixões no passado dia 12, procedente da Corunha, tendo passado várias horas em porto, de onde saiu para continuar a viagem com destino a Lisboa.